segunda-feira, 19 de abril de 2010

Os alicerces da vida

Queridos leitores, a postagem de hoje é dedicada, mais uma vez, ao poeta Fred Caju. Aproveito para agradecer e retribuir, devidamente, à publicação de um dos meus textos (confira aqui) em seu blog, Cronisias. Enfim, eis mais um belo e sábio poema:

Alados


Na máquina da vida
a solidão é o motor,
o medo é o combustível
e o operário é o amor.