terça-feira, 18 de maio de 2010

Poema

poema que é poema
ninguém lê até o final
verdade é que
ainda no primeiro verso
ou já o poema é outro
ou já quem lê é outro

porque meus olhos
ainda vão mudar o mundo
nem que seja só o meu