domingo, 19 de setembro de 2010

Salgado Maranhão

Salgado Maranhão é um dos mais brilhantes poetas de sua geração e possui um trabalho de linguagem muito pessoal. "Sinergia" é a palavra que define sua poesia. Uma poesia de palavra, muito embora não ignore o real, pois o traduz em fonemas e aliterações. Que não hesita em ir além da lógica do discurso (ou do enlace com o plausível) se o resultado é o impacto vocabular e o inusitado da fala.
Ferreira Gullar


DELÍRICA III

Há um rasgo de arco-íris
entre meu cais
                  e a tua íris,
uma voragem de lâminas
e cetins.

Tramas tua química de azuis
em dorso esplêndido
rosnas a febre líquida
a inundar teus lábios ocultos.

O instinto fez-se mar revolto
e as convulsões de sangue e cio
acordam cavalos em teu haras.

Urge que o fogo avance os limites
urge que o tempo em temporal
desate a trama das águas.