segunda-feira, 5 de abril de 2010

Os dados continuam rolando...

Diretamente do blog Todo Anjo é Terrível, eis mais um belíssimo poema do amigo, crítico literário e mestrando em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco, Álisson da Hora:

Dança dos espíritos abençoados

a placa
na rua
informava:
delírios: permitidos
desde que não engarrafe o trânsito
meu tráfego estava engavetado
e os retrovisores recusavam-se a me ver
a bater nos barulhos que se moviam
como um deus se move
por sobre as águas
a placa na rua
informava:
dance
desde que seja com um espírito abençoado
e as almas corriam para longe das pias
e das santidades
dos dogmas cotidianos de pó
escadarias de lama e chuva
no compasso perdido de multidões
e vazios
a
placa
na
rua
informava:
cuidado com as avalanches
que por vezes sacodem ombros e pálpebras
o viver é o limite do invisível
da dança sem par
que requer fõlego de vidas
cabeça nas estrelas
pés nos chãos
a placa na rua
informava
é difícil viver ímpar
jogue os dados
e dance